Feeds:
Posts
Comentários

River Plate 2012

Boa noite leitores, desculpem a demora para os posts. Ficamos um bom tempo sem postar, mas não significa que deixamos de acompanhar o Millionário. Esse post será mas curto, colocarei aqui apenas os resultados das últimas partidas do River, mas sábado ja regressaremos com os posts comuns das partidas. Nas últimas 5 partidas pela B do campeonato Argentino, a equipe Millionaria conseguiu 4 vitórias e 1 empate. Seguindo invicta na segunda parte do torneio.

 

11/12/11 – River Plate 1 x 0 Patronato (Gol de Carlos Sanchez)

A vitória foi suada, apertada, mas suficiente para o River quebrar o jejum de jogos sem vencer no Monumental

05/02/12 – Almirante Brown 1 x 1 River Plate (Gol de Cavenaghi)

Cavenaghi, autor do gol no empate em 1 x 1 contra o Almirante Brown

12/02/12 – Chacarita 0 x 2 River Plate (Gols de Damian Toledo contra, e Lucas Ocampos)

River vence e é lider da B nacional

18/02/12 – River Plate 3 x0 Independente Rivadavia (Gols de Cavenaghi, Dominguez e Trezeguet)

Chori beija escudo na comemoração

26/02/12 – Desamparados 1 x 4 River Plate (Gols de Léo Ponzio, Rogelio Funis Mori, Ramiro Funis Mori e Trezeguet)

Ponzio comemora gol e boa atuação da equipe Millonaria em San Juan

 

A equipe Millonaria volta a ação no sábado, dia 03/03/12, contra o Quilmes, pela 23º rodada do torneio. Jogando em casa o River terá apoio total dos Hinchas para poder vencer mais uma e se manterem na ponta do torneio rumo a ‘Primeirona’. O jogo vale liderança, o River tem 43 pts e o Quilmes possui 42. Estamos contigo River!

El mas grande

 

Hugo C.

Desculpem o atraso, mas essa semana só mostraremos o gol da fatídica derrota do Millonario diante do primo pobre do maior rival do clube de Nuñez, que por sinal, foi campeão argentino domingo passado.

O gol foi marcado já nos acréscimos do segundo tempo no jogo realizado em Corrientes. O autor do gol foi Cristian Núñez, depois de um erro de Lendro Chichizola.

O próximo jogo será hoje, contra o Patronato, no Monumental de Nuñez.

Raúl C.

Obrigado, Doutor!

O futeboldeclasse está de luto. Assim como todos amantes de futebol.

Obrigado, Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira. Com certeza podemos dizer que você fez jus ao nome.

Neste sábado, a equipe Millionaria não passou de um empate com a grande equipe de Rosario. Apesar de um ótimo jogo de Chori Dominguez, considerado por muitos o seu melhor jogo na tempora, correu, driblou, deu grandes passes, um verdadeiro amador, como queria o técnico Almeyda, mas apesar disso, o River esbarrou em grandes oportunidades e parou no goleiro adversário. O River começou com controle do jogo, e o camisa 10 jogando a todo vapor, mas quem saiu na frente foi a equipe de Rosario, que após o gol recuou todo o time para defender e não suportaram a pressão da equipe da casa.

Equipe Millionaria pronta para o combate

Aos 4 minutos do segundo tempo, a equipe de Rosario consegue uma bola no meio campo, e avança em um contra ataque fatal, após um chute e defesa do goleiro millionario e em um bate rebate dentro da área, Castillejos sobrou com a bola e só teve o trabalho de colocar ‘la pelota’ para dentro. River 0 x 1 Rosario Central. Após uma linda troca de passes entre Cavenaghi e Chori, Cavegol sai com a bola cara a cara com o goleiro e empurra para as redes. River 1 x 1 Rosario Central.

Cavagol comemora o gol de empate junto com a euforia da torcida

Ficha Técnica:

River Plate: Leandro Chichizola, L. Abecasis (César E. Gonzalez), Alexis Ferrero, Leandro González Pirez, J. M. Díaz, Carlos Sánchez, E. Cirigliano, Martin S. Aguirre (André L. Rios), Lucas A. Ocampos, Alejandro Dominguez, Fernando Cavenaghi. Matías Almeyda.

Daniel Vega, Carlos A. Arano, German Pezzella, Facundo A. Affranchino, Nicolas Domingo.

Rosario Central: Jorge Broun, Paulo A. Ferrari, Leonardo J. Talamonti, Matias E. Lequi, Rafael Delgado (German Rivarola), Federico Carrizo, Julio F. Mozzo, Omar Zarif (Reinaldo A. Alderete), Martín Rivero, Antonio Medina (Santiago Bliglieri), Gonzalo Castillejos.

Hernán I. Galíndez, Franco Peppino, Javier F. Toledo, Fernando Coniglio.

Gols: Gonzalo Castillejos (48′ ), Fernando Cavenaghi (77′)

Na próxima rodada o River fica na capital mesmo, para enfrentar o Boca Unidos, que com o estádio em contrução, esta mandando seus jogos no estádio Tomás Adolfo Ducó ( Huracan ).

 

No último sábado, o clube Millionario teve de viajar 1500 Km, desbravando a famosa patagônia, para enfrentar o Guillermo Brown no estádio Raúl Conti em Puerto Madryn. O time da capital tentou mudar o mando do jogo para Mar del Plata, infelizmente para o clube, o presidente do Guillermo Brown bateu os pés e manteve o jogo na patagônia. Com casa cheia na terra do fogo, o time da capital nao se intimidou e confirmou mais uma vitória na temporada.

Casa cheia na patagônia, 'los borachos del tablon' compareceram em massa

O primeiro gol do encontro foi marcado por Lucas Ocampos, após uma falta batida próxima a marca de escanteio, Ocampos subiu mais alto que a zaga e bombardeou a bola para o gol. River 1×0 GB. Em um contra ataque relâmpago, apenas 30 segundos de jogo, após uma tentativa falha de cruzamento, a bola se perde no alto e Ocampos consegue um toque de cabeça, a bola cai no pé de Chori Dominguez que só teve o trabalho de empurrar ‘la pelota’ para o fundo das redes. River 2×0 GB. O terceiro gol do River também saiu de um contra ataque muito veloz, Chori recebe a bola na esquerda e avança, chuta a gol mas o goleiro do clube de Puerto Madryn bate roupa e a bola sobra nos pés de Fernando Cavenaghi que coloca a bola para dentro. River 3×0 GB. Cavenaghi recebe a bola a mais ou menos 30 metros da baliza, e solta um forte chute no canto do goleiro do Guillermo Brown, a bola entra e é River 4×0 GB. No final da partida, aos 43 do segundo tempo, Gaston Bottino desconta de penalti para o clube de Puerto Madryn. River 4×1 GB.

Chori comemora o segundo gol do River, aos 30 segundos do 2º tempo.

Ficha Técnica:

Guillermo Brown: Sebastián Pereyra, Marcos Del Cero, Gustavo M. Caamaño, Fernando G. Stang, Walter A. Garcia (Javier Rodas), Hernán L. Zanni(Gastón Bottino), Walter Aciar, Maximiliano M. Zbrun, Leandro Benitez(Juan M. Tevez), Diego A. Gimenez, Matias M. Jara

Emanuel Guirado, Silvio Giovenale, Omar R. Gallardo, Gonzalo M. Klusener.

River Plate: Leandro Chichizola, L. Abecasis, J. Maidana(Leandro González Pirez), Alexis Ferrero, J. M. Díaz, Carlos Sánchez, E. Cirigliano (Nicolás Domingo), Martin S. Aguirre, Lucas A. Ocampos, Alejandro Dominguez (André L. Rios), Fernando Cavenaghi. Matías Almeyda.

Daniel Vega, Carlos A. Arano, Facundo A. Affranchino, Gustavo Bou.

Gols: Lucas A. Ocampos (34′), Alejandro Dominguez (45′), Fernando Cavenaghi (56′), Fernando Cavenaghi (78′) e Gastón Bottino (88′)

No próximo sabado dia 26, o River recebe o poderoso Rosário Central no estádio Monumental de Nuñez.

 

Hugo C.

 

 

Na volta do clube Millonario ao estádio Monumental de Nuñez, a equipe de tucumán resolveu colocar água no chope dos donos da casa. Com uma vitória por 2 a 0, o Atlético mesmo assim não conseguiu calar o maior da Argentina, visto que sua torcida cantou e empurrou o clube até o apito final do árbitro. A hinchada sabe que, nesse momento, o apoio é muito melhor do que as vaias jogando em casa.

Essa foto de Cralos Sanchez no meio de muitos jogadores do Atletico resume o que foi a partida

O primeiro gol da partida foi marcado por “La Pulguita” Rodríguez, recebendo a bola desde à frente do meio campo num erro de passe de ataque de Carlos Sanchez e avançando tranquilo até dentro da área, chutando na saída de Chichizola; Já o segundo tento foi anotado por César Montiglio aos 22 da etapa final, também numa desatenção da zaga do River, que viu o camisa  receber livre na área e tocar pro fundo das redes.

Agora a equipe Millonaria espera o jogo de hoje do Instituto contra o Boca Unidos para aber se continua ou não na liderança da Primera B Nacional.

Rodríguez chuta para marcar o primeiro do Atlético

Ficha Técnica:

River: Leandro Chichizola, L. Abecasis (Gustavo Bou), J. Maidana, A. Román (Alexis Ferrero), J. M. Díaz, Carlos Sánchez, E. Cirigliano, Lucas Ocampos (Facundo Affranchino), Alejandro Dominguez, Andrés Ríos, Fernando Cavenaghi. Matías Almeyda.

Daniel Vega, Carlos Arano, Martín Aguirre, Mauro Díaz.

Atlético Tucumán: L. Ischuk, C. Fondacaro, M. Mosset, D. Barone, E. S. Galíndez, C. Montiglio (Alejandro Espinoza), D. A. Barrado, S. O. Iuvalé, Sebastián Longo (Fabián Espínola), M. M. Martínez, L. M. Rodríguez (Milton Zárate). Juan M. Llop.

Esteban Dei Rossi, Ever Mármol, Federico Barrionuevo, Gonzalo Garavano.

Gols: Luis M. Rodríguez (13′), César Montiglio (67′).

O próximo jogo do River será contra o Guillermo Brown, sábado, fora de casa.

Raúl C.

Com um show à parte de Fernando Cavenaghi, a equipe Millonaria retomou a liderança da Primera B ao bater a equipe de Jujuy fora de casa por 4 a 1. Cavegol anotou os 4 tentos do River, que agora lidera apenas na diferença de saldo de gols; 16 contra 12 do Instituto.

Cavenaghi faz o sinal indicando seu melhor jogo na volta ao seu clube do coração

No estádio 25 de Agosto, em Jujuy, o River não tomou conhecimento do Gimnasia e foi logo marcando aos 24 num pênalti mal marcado pelo árbitro em cima de Chori Domínguez, que Cavenaghi bateu e fez. Aos 5 minutos da etapa final ele foi as redes novamente com um chute colocado de fora da área. Aos 24, de letra, mais um do artilheiro. Aos 43, numa saída equivocada de Chichizola, Minici diminuiu para os donos da casa; porém logo em seguida, o astro da noite anotou mais um, recebendo livre na área e tocando na saída do goleiro.

Ficha Técnica:

River: Leandro Chichizola; Luciano Abecasis,Jonatan Maidana, Ramiro Funes Mori, Juan Manuel Díaz; Carlos Sánchez, 5 Ezequiel Cirigliano, 10 Alejandro Domínguez (Martín Aguirre), Lucas Ocampos (Gustavo Bou); Andrés Ríos (Facundo Affranchino), Fernando Cavenaghi.

Daniel Vega, Carlos Arano, Adalberto Román, César González.

Gimnasia de Jujuy: Federico Crivelli; Diego Chitzoff, Victor Soto, Sebastián Díaz, Nicolás Minici; Leonardo Ferreyra (Diego Magno), Maximiliano Rodríguez, Pablo Saucedo, Sergio Sagarzazu; Jorge Luna, Marcos Pirchio.

Maximiliano Cavalotti, Fernando Moreyra, Fabio Giménez, Matías Garrido, Gabriel Díaz, Enrique Triverio.

Gols: Minici 87’ (Gimnasia). Cavenaghi 24’ , 50’, 68’ y 90’ (River).

O próximo jogo Millonario será contra o Atletico Tucumán, na volta ao Monumental de Nuñez, no próximo domingo.

Raúl C.